Teoria Crítica entre segunda e terceira geração: 80 anos de Habermas e 60 anos de Honneth

Filipe Campello

Eu havia prometido comentar a palestra de Habermas por ocasião dos seus 80 anos. Agora tornou-se mais propício, depois do Simpósio no último dia 17 em homenagem aos 60 anos de Honneth.

A homenagem a Habermas na Deutsche Nationalbibliothek iniciou-se com algumas felicitações ao aniversariante, como a da editora da Suhrkamp Ulla Unseld-Berkéwicz e a de Alexander Kluge, amigo de longa data de Habermas e que se tornou cineasta com o incentivo de Adorno. A palestra de Habermas (o texto está disponível aqui) foi uma rememoração de sua trajetória em Frankfurt: lembranças do seu período de estudante, histórias vividas por aqui, o convívio com seus amigos ali presentes, etc. O alemão dele é difícil de ser entendido, em grande parte devido às sequelas do lábio leporino. Mas sua lucidez e dinamicidade impressionava, característica de quem viveu permeado pela reflexão e que,  ali, impactava com uma trajetória de pensamento que já se consolidara e se firmara em sua unidade.

Os 60 anos de Honneth, por sua vez, indicava um pensamento que ainda busca sua unidade, a ser encontrada somente com a compreensão daquilo que ainda se quer dizer. Na quinta havíamos comemorado o seu aniversário após o colóquio semanal com um jogo de futebol (divisão dos times: kantianos x hegelianos. Honneth, claro, jogou com os hegelianos e o filho, com os kantianos,) seguido de uma confraternização. Na sexta houve o Simpósio em sua homenagem intitulado “Anerkennung und Kritik” (Reconhecimento e Crítica),  que se caracterizou efetivamente por uma discussão intensa sobre seu pensamento: uma crítica do reconhecimento, como sugeriu o próprio Honneth.  As palestras apresentaram importantes considerações ao seu trabalho, seguidas da discussão com o próprio Honneth e outros, como Rainer Forst e Albrecht Wellmer (um adendo: No sábado eu estava no Café Laumer, que Adorno frequentava, quando ouço alguém falando de Davidson, McDowell, crenças, normatividade,… era Wellmer com Honneth, num papo normal para uma tarde de aniversário). Aos comentários críticos, publicados no Festschrift (cf. link abaixo) Honneth respondia com a sinceridade de quem está num processo de  reflexão sobre o que ainda há de ser dito, já apontando ali para aspectos a serem considerados no desenvolvimento de sua teoria.

Habermas, em seu artigo em homenagem a Honneth no Die Zeit, após resumir o desenvolvimento teórico de Honneth e mostrar o que ele considera ainda como lacunas (ao meu ver, astucioso até, porque Habermas ali também aponta para uma espécie de “déficit sociológico” da teoria de Honneth, revidando a mesma crítica que recebe de Honneth em Kritik der Macht) conclui, numa significativa demonstração do legado da teoria crítica entre segunda e terceira geração: “Eu só posso fazer a retrospectiva do tempo que Honneth tem atrás de si. O 60º aniversário é a data certa para desejar êxito no desenvolvimento de seu ambicioso projeto”. Incentivo de quem já está por concluir o seu e sabe que, com 60 anos, ainda há muito o que se fazer.

A imprensa noticiou amplamente ambos os aniversários (sobre Habermas: Die Zeit; Frankfurter Allgemeine;  ainda sobre ele escreveu Zygmunt Bauman no Frankfurter Rundschau e Charles Taylor no Süddeutsche; sobre Honneth no Frankfurter Rundschau) e foram publicados em homenagem a Habermas uma Studienausgabe com 5 volumes e para Honneth um Festschrift com quase 800 páginas intitulado Sozialphilosophie und Kritik, com artigos de Charles Taylor, Rainer Forst, Robert Pippin, Ludwig Siep, Nancy Fraser, dentre vários outros.

One comment

  1. Eu queria dizer que é muito lindo essa sucessão de gerações e pensamentos; será que de maneira progressiva e evolutiva? Prefiro pensar de maneira estilística, cada um trazendo o que há de criativo em si, tentando apenas dizer, formular, o que talvez já saiba.
    Meninos, vocês tem muita estrada, que bom.
    Lipe, lindo o que você escreveu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: