Pergunte ao bolsista!

Agora, no distropia, quem sabe conseguimos um tipo diferente de debate, uma troca de idéias.

Para começar, ainda que jocosamente, proponho uma sessão semanal, onde alguém manda uma pergunta, e os membros deste blog tem que se virar para responder.

Claro que devido ao pouco fluxo, interesse e participação que um blog de filosofia tem como inerente, a gente vai precisar inicialmente perguntar uns-aos-outros, uma coisa meio sem sentido, mas é da função.

Daí o nome da sessão: PERGUNTE AO BOLSISTA!

Você! Estudante de filosofia,  curioso, jovem, adulto, adolescente, em problema de crise existencial com uma questão que não consegues responder, agora chegou a sua vez! Pergunte ao bolsista! O bolsista, da forma como conseguir, vai tentar responder sua pergunta. Regras? Não existem regras exceto a universal “respondo se estiver afim, a pergunta que achar mais adequada”. Por favor, sem perguntas do tipo “meu namorado me traiu, comofas?”. Isso não é um blog de filosofia clínica, deus nos livre.

Mande sua pergunta para distropiablog@gmail.com, ou coloque aqui nos comentários.

Então, iniciando a sessão PERGUNTE AO BOLSISTA! Gostaria de propor aos meus dois colegas a seguinte questão:

Existem fatos morais?

Até segunda feira, espero respostas decentes. Dependendo, coloco minha perspectiva.

Boa sorte para todos nós nesta nova empreitada.

5 comentários

  1. Panorama of Endtimes · · Responder

    eu estudo direito. Pro direito, não existem fatos morais (a não ser no ato fato, mas o ato fato não tem vontade). O direito penal é preocupado com recortes da realidade que são tipificados pela norma. A norma é o que está escrito no código – simples assim. Como eu já disse, o ato é dotado de vontade e é a única coisa que importa para o direito. Então, tu não tem alguma coisa como fato moral, porque a moralidade implica em um padrão de consciência mínimo adotado por um grupamento humano em determinado espaço e tempo. E é isso.

  2. Panorama of Endtimes · · Responder

    é sim

  3. […] fatos morais no carnaval 2009 Em um post não muito longínquo, o Fabrício perguntou a mim e ao Filipe se há fatos morais. Pois bem, não irei construir uma […]

  4. […] – Hermenêutica Muito embora o Filipe ainda não tenha respondido a primeira questão, que eu coloquei aqui, recebemos de uma colega a seguinte pergunta: Quais são as diferenças existentes entre […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: