Existe experiencia sem Intencionalidade?

Primary memory is consciousness of its object in only one way: as elapsing. It has no freedom to interfere with the ineluctable process of passing away, no freedom to review again what has gone by; it can only passively look at what is past as it moves further and further away from the actually present now.

[Brought, John Barnett in Husserl, Edmund. On the phenomenology of the consciousness of internal time, p. XL-XLI]

Se existe uma “liberdade de reproducao”, que eh negada na memoria primaria, podemos dizer que este primeiro momento, de retencao de um “recem-presente”, eh experimentado, mas ainda nao tem a caracteristica propria (no caso de Husserl, tri-partite) de uma intencionalidade?

(desculpem a falta de acentos, estou no computador da universidade, em ple no sabado, enquanto fazem -6 graus la fora)

Discutam.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: